Nossa qualidade

A Oncomed adota práticas utilizadas mundialmente para promover a segurança dos pacientes. São ações que eliminam ou reduzem a sua exposição a riscos. Tais práticas devem ser estendidas ao paciente, pois o cuidado seguro precisa ser compartilhado com o paciente e seus familiares. São as chamadas Metas Internacionais de Segurança do Paciente.

META 01 – IDENTIFICAR CORRETAMENTE O PACIENTE
A identificação do Paciente é o primeiro passo para a assistência segura e tem por objetivo assegurar que o cuidado de saúde realizado está sendo feito para a pessoa certa.
Na Oncomed os dois marcadores usados para identificação do paciente são "Nome Completo” e “Data de Nascimento”.
Na recepção, o paciente recebe uma pulseira com etiqueta contendo esses dois marcadores. Ao longo da jornada assistencial, o paciente é solicitado pelo profissional de saúde para que verbalize seu nome completo e data de nascimento para conferência das informações da pulseira de identificação com os demais documentos inerentes ao atendimento: prontuário e prescrições médicas. Cabe ao paciente participar ativamente, verbalizando estas informações ao profissional da Oncomed sempre que solicitado.


META 02 – MELHORAR A COMUNICAÇÃO ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
O prontuário do paciente é um documento legal destinado ao registro dos cuidados prestados. É a principal fonte de comunicação entre os profissionais de saúde para melhor compreensão das necessidades e especificidades do paciente, integralidade do cuidado e promoção da continuidade da assistência de modo efetivo e seguro.
O preenchimento completo e exato dos registros clínicos de cada ação assistencial compõe os requisitos para melhorar a comunicação entre os profissionais de saúde. Informações compartilhadas sobre as necessidades do paciente propiciam uma atuação assertiva da equipe multiprofissional, alinhamento das ações assistenciais e impactam no melhor resultado para o paciente.


META 03 – MELHORAR A SEGURANÇA NA PRESCRIÇÃO, USO E ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS
O uso seguro de medicamentos envolve uma sequência de atividades que devem ser realizadas por diversos membros da equipe, para que o paciente certo receba o medicamento certo, na dosagem certa, na via certa, no momento certo. Na Oncomed, a prescrição médica é analisada e validada por profissional especializado: o farmacêutico clínico. A checagem da prescrição é realizada pela equipe de enfermagem antes da administração do medicamento e o monitoramento do paciente é realizado a todo momento para a identificação e tratamento de potenciais eventos adversos.
O paciente é orientado em relação ao uso seguro dos medicamentos de uso contínuo, potenciais interações medicamentosas e possui um canal de comunicação direto com a equipe para o esclarecimento de dúvidas relacionadas aos medicamentos.


META 04 - PROMOVER A SEGURANÇA NA REALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS INVASIVOS
A prática da realização dos procedimentos invasivos, pode trazer insegurança e medo aos pacientes. Conversar com o paciente explicando o passo a passo do que será realizado, assim como a conduta correta, minimiza danos, trazendo tranquilidade e sucesso no procedimento. Na Oncomed, são adotados protocolos de segurança para o manuseio e manutenção dos cateteres venosos (periféricos e centrais), monitoramento de potenciais extravasamentos de medicamentos, atenção com protocolos quimioterápicos com maior toxicidade para o paciente, capacitação da equipe assistencial para a escolha correta do local de punção e do melhor dispositivo a ser utilizado, além de educação contínua dos pacientes.

META 05 - HIGIENIZAR AS MÃOS PARA PREVENIR INFECÇÕES
A prática da higienização das mãos, quando realizada no momento certo e da maneira correta reduz o risco de infecção e suas consequências. Se constitui em uma ação simples e ao alcance de todos. A higienização das mãos pode ser realizada com água e sabonete ou solução alcoólica, sendo recomendado água e sabonete sempre que as mãos estiverem visivelmente sujas ou manchadas de sangue ou outros fluidos corporais ou após uso do banheiro.
Os cinco momentos para higiene das mãos conforme protocolos da Organização Mundial de Saúde e Anvisa são:
• Antes do contato com o paciente
• Antes da realização do procedimento
• Depois da exposição a fluidos corporais
• Depois do contato com o paciente
• Depois do contato com áreas próximas ao paciente Na Oncomed foram adotados todos os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial de Saúde para o atendimento seguro dos pacientes durante a pandemia pelo novo coronavírus SARS-CoV-2. Embora esta meta já esteja implementada há bastante tempo na instituição, os profissionais de saúde passam por reciclagens periódicas.


META 06 – REDUZIR O RISCO DE QUEDAS
As quedas possuem importante representatividade dentre os eventos com consequências danosas aos pacientes, tanto no que tange aos aspectos físicos quanto emocionais. Em sua maioria exige intervenções; tratamentos; exames; e até mesmo hospitalização para minimizar as lesões decorrentes da queda.
Considerando o fluxo de atendimento do paciente, a prevenção deste evento contempla:
• Avaliação do risco de queda a cada atendimento do paciente.
• Identificação com pulseira de cor vermelha e cuidado assistencial apropriado para os pacientes classificados como alto risco de queda